blogger

Pesquisar este blog

tradutor

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Total de visualizações de página

mapa

grupon

shopping2_160x600.gif

Parque Nacional Torres del Paine,Patagonia chilena

Ola pessoal tudo bem hoje eu vim informar a voces sobre essa maravilha que se localiza no nosso vizinho pais o chile que e o Parque Nacional Torres Del Paine um lugar amais austrais do mundo e aventura garantida e um desafiao para voce que gosta de escalar e fazer alpainismo.





Um dos parques nacionais mais austrais do mundo, Torres del Paine é aventura garantida na Patagônia Chilena »»»

Perdida no meio do nada, em uma área que começa ao sul de Buenos Aires, corta os Andes até o Pacífico e se estende até a Terra do Fogo, a Patagônia é uma das áreas mais isoladas do planeta.
Este lugar, que é o sonho de todos os viajantes, abriga um dos parques nacionais mais selvagens da América do Sul: o Parque Nacional Torres Del Paine. Um lugar nada tradicional, feito sob medida para pessoas que desejam mais do que uma viagem de turismo.
Pé e olhos na estrada
Tudo começa em uma das cidades mais meridionais do mundo - Punta Arenas -, que abriga um importante porto sobre o Estreito de Magalhães e o aeroporto mais próximo do parque. Daí para frente, são cerca de 350 km de estrada até Torres del Paine. 

Após a cidade de Puerto Natales, última antes da entrada principal, a estrada segue por uma bela planície. De repente, no meio de um terreno totalmente plano, surge a visão mais impressionante de todo o percurso. Nada mais do que um imenso maciço com picos de até 3.000 metros de altitude... Surgidos no meio do nada, como se tivessem saído do centro da Terra naquele exato instante.
A história conta que esta visão só foi possível quando, à milhares de anos, o degelo de uma crosta glacial com mais de 1.000 metros de espessura desvendou, este, que é considerado o maciço rochoso mais novo do nosso planeta, o maciço Paine.
O maciço Paine
O maciço Paine é especial, devido ao conjunto de montanhas distintas, sempre cobertas de neve, que o compõe: A primeira, Cuernos del Paine, possui picos retorcidos. A segunda e que batizou o lugar, Torres del Paine, tem a forma de três grandes dedos de granito, que emanam uma energia intrigante de magia e mistério. Por último as montanhas mais altas e ao mesmo tempo as que apresentam contornos mais “normais”, Paine Grande e Cerro Fortaleza, ambas com mais de 3.000 metros de altitude.
Inaugurado em 1959, o Parque Nacional Torres Del Paine possui 250.000 hectares de área e, com toda justiça, em 1978 foi declarado Reserva da Biosfera pela Unesco. Sob a administração da Chilean Forest Service, o parque é extremamente bem organizado e possui mais de 250 km de trilhas demarcadas.
As Torres aparecem abruptamente acima de um vale singular que abriga lagos incrivelmente azuis, rios, cachoeiras e cascatas, geleiras enormes, florestas impenetráveis e ainda espécies raras de plantas e animais.
Toda esta rica e aparentemente ilimitada diversidade, cria um ambiente ideal para observação e exploração: Torres del Paine é considerado um dos melhores lugares do mundo para trekking de alto desempenho, quer dizer, caminhadas muito pesadas. Existem vários circuitos através dos 250 km de trilhas, que chegam a quase todos os pontos mais incríveis do parque, como o lago glacial na base das Torres del Paine, a geleira e o lago Grey e o lago Pehoe, de onde pode-se chegar perto do fabuloso Cuernos del Paine.
Desafio para alpinistas
Com apenas 12 milhões de anos, o maciço Paine é considerado uma das mais desafiadoras cordilheiras entre as que são hoje conhecidas. Não apenas por seus mais de 2.000 metros de altitude e paredes verticais, mas principalmente pelas condições climáticas que, com ventos fortíssimos, dificultam e às vezes tornam impossíveis à chegada aos cumes.
A seguir: Todas as dicas para você chegar lá
Onde fica
Ultima Esperanza, Chile

Como chegar
A maneira mais fácil de chegar a Torres del Paine é pegar um vôo com cerca de 7 horas até Punta Arenas, via Santiago, e de lá embarcar em uma van ou alugar um carro para mais 5 horas de viagem até o parque. O tempo de todo o trajeto pode parecer desanimador mais vale a pena. A estrada é tão encantadora, que é impossível ficar entediado.

O ideal é que ao fazer a reserva no hotel, você já combine o translado terrestre.
A Varig (www.varig.com.br) e a TAM (www.tam.com.br) tem vôos até Santiago e a Lan Chile (www.lanchile.com) possui vôos regulares até Punta Arenas, saindo do Rio de Janeiro e São Paulo. 
Clima
Como a temperatura na Patagônia muda drasticamente, é difícil determinar a melhor época do ano para visitar a região.

De junho a setembro é inverno e frio, porém alguns dias com temperatura amena são normais. O verão (novembro a março) é a época das ventanias. A velocidade do vento pode chegar a 110 km/h, criando um movimento fantástico das nuvens no céu azul. A probabilidade de temperaturas mais altas é maior, porém o parque fica lotado.
Na verdade, todo dia é dia para conhecer Torres del Paine.
Hospedagem
Acomodação não é problema em Torres del Paine. Como não há nenhuma estrutura no parque, os hotéis costumam oferecer tudo o que você precisa.

Os mais badalados são a Hosteria Pehoe (www.pehoe.cl/pehoe-en.htm), um agradável conjunto de pequenas ilhas conectadas à terra por uma ponte no Lago Pehoe; o Hoteria Las Torres (www.lastorres.com) e o melhor (e mais caro) de todos: Hotel Explora Salto Chico (www.explora.com). 5 estrelas é pouco para ele!
Perto da Central de Administração, localizada a cerca de 35 km da entrada principal, é possível encontrar acomodações bem em conta, como a Posada Rio Serrano.
Category: 2 comentários

2 comentários:

Girl in Motion disse...

obrigada por seguires o meu blog! boa sorte com o teu!

matheus disse...

Valeu!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

a continuaçao do heroi perdido muito mas interessante do que o 1 livro ja nas lojas

neve

Blog List